quarta-feira, 21 de setembro de 2011

PROJETO: CONHECENDO MONTEIRO LOBATO E SEUS PERSONAGENS DO SÍTIO DO PICA PAU AMARELO


Turma: 2º Período Parcial Vespertino
Professora: Cheila Elisabeth de Quadros


SITUAÇÃO PROBLEMA:

As crianças gostam muito de ouvir histórias e assistir desenhos. Observando que não conheciam os personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo, resolvi apresentá-los através do escritor Monteiro Lobato, unindo histórias e desenhos animados. Outra questão importante é se as histórias despertarão o interesse nas crianças visto que as mesmas contêm poucas ilustrações e se as histórias contadas em capítulos serão prazerosas para o grupo?

CONHECIMENTOS PRÉVIOS DA TURMA SOBRE A TEMÁTICA DO PROJETO:


         No primeiro momento, as crianças foram questionadas sobre o que sabiam sobre o tema proposto. Expressaram pouco conhecimento sobre os personagens, sendo que o mais conhecido, pelas meninas, foi a Boneca Emília, mas não a associaram ao Sítio do Pica Pau Amarelo. Comentaram sobre o que têm no Sítio, alguns informaram que seus familiares têm sítio com plantações de frutas e verduras.
         Em seguida, conversamos sobre o que gostariam de aprender durante a execução do projeto. As falas indicaram o interesse em conhecer os personagens, desenhá-los e escrever seus nomes, pois já apresentam interesse pela escrita.
Nos questionamentos sobre como iríamos aprender, surgiram sugestões como desenhos, pinturas, passeios, assistir desenho utilizando os materiais da sala e, de preferência, desenhar os personagens para levar para seus familiares observarem.


Atividade: Conhecendo Monteiro Lobato.

Como foi realizada:
         A professora inseriu na parede da sala a foto de Monteiro Lobato, para observar se as crianças perceberiam. Após notarem a imagem, fizemos a sua exploração, perguntando quem seria. Depois  a professora apresentou a biografia de Monteiro Lobato, explicando o que iríamos aprender neste semestre, referente ao Projeto “Conhecendo Monteiro Lobato e seus personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo”. Para finalizar as crianças, em grupos, observaram e folhearam um livro gigante sobre Monteiro Lobato.

O que a turma aprendeu:
         A partir da explicação,  as crianças conheceram o autor e algumas de suas obras, além de saberem mais sobre o projeto que iremos desenvolver neste semestre.




Atividade: Confecção da Boneca Emília.

Como foi realizada:


A professora trouxe para sala algumas bonecas da Emília, para que as crianças conhecessem. Depois, foi lido um texto sobre as suas principais características, instigando a turma a comentar sobre o que mais gostaram na boneca.
Em seguida, conforme sugestão da Ana Carolina Braciak, distribuímos retalhos para que a turma levasse para casa para confeccionar a boneca Emília com seus familiares. Ficaram eufóricos e ansiosos!


O que a turma aprendeu:
Com esta atividade, a turma conheceu a primeira personagem do Sítio do Pica Pau Amarelo, suas principais características, além de participar junto com seus familiares da sua confecção. Algumas crianças trouxeram a boneca para finalizar os detalhes em sala.







Participação dos Familiares no projeto




Como foi realizada:
Com a apresentação da personagem Dona Benta, a professora propôs aos avós das crianças que participassem das atividades no CEI, estreitando as relações entre as crianças e seus familiares. Porém, as crianças começaram a questionar se poderia vir a mamãe, tia, primos então, combinamos que iríamos convidar os familiares que estivessem disponíveis para nos prestigiar com uma visita. A turma amou a nova sugestão!


O que a turma aprendeu:
A turma aprendeu a valorizar a participação dos familiares nas atividades do CEI, além de compreender o motivo de alguns familiares não poderem participar, aprendendo a lidar com suas frustrações e a respeitar os seus sentimentos.




Atividade: Confeccionando o livro dos personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo.

Como foi realizada:
A professora apresentou a sugestão de confeccionarmos um livro sobre os personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo, que foi aceita pela turma. Então, questionamos o grupo sobre como faríamos este livro, as suas partes, observamos diferentes modelos de livro, descobrindo que ele deveria ter capa, título, páginas e desenhos. Combinamos de confeccionar um ou dois personagens por semana, explorando suas características. A professora disponibilizou diferenciados materiais e a turma foi criando seus personagens conforme seus conhecimentos anteriores, até o Monteiro Lobato não foi esquecido.

O que a turma aprendeu:

Com esta atividade, a turma aprendeu a explorar diferentes materiais, exercitando sua criatividade e expressividade. Relembraram os personagens, criando-os conforme seus conhecimentos já adquiridos no decorrer do projeto.



Atividade: Confeccionando o livro dos personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo.



Como foi realizada:

Após o grupo ter confeccionado seus próprios livros dos personagens, a professora propôs a confecção de um grande livro coletivo. Como já tínhamos expostos em sala os desenhos dos personagens, eles realizaram uma releitura dos mesmos, também utilizando os conhecimentos adquiridos durante o projeto. A professora, inicialmente, perguntou quem gostaria de criar cada personagem, para organizar os grupos, com isso cada criança iria trabalhar na criação de apenas um deles.


O que a turma aprendeu:
A turma aprendeu a respeitar seus colegas, a trabalhar em grupo, respeitando-se e criando com os materiais disponibilizados. Além de representarem através de seus desenhos, os conhecimentos e aprendizados adquiridos no projeto sobre os personagens, utilizando a releitura de imagens como recurso. Foi uma atividade significante para todo o grupo!



Confeccionando a capa do livro:





MOMENTO CULTURAL:





Como foi realizada:
A professora perguntou ao grupo o que gostariam de apresentar no Momento Cultural no CEI e, como estamos desenvolvendo o Projeto do Sítio do Pica Pau Amarelo, rapidamente sugeriram dançar e dramatizar o aniversário de Monteiro Lobato que ocorre no mês de Abril. Assim, fizemos o ensaio da dramatização e, na ocasião apresentaram Monteiro Lobato, alguns personagens do Sítio e cantaram uma música da Emília.



O que a turma aprendeu:
Com esta atividade as crianças conheceram suas próprias capacidades expressivas, aprendendo progressivamente a superar suas inibições e inseguranças, perante outras pessoas que compõem seu espaço social. Além de apresentar seus aprendizados sobre os personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo.



Cada criança, com autonomia e segurança, escolheu quem gostaria de representar nestes momentos.







Atividade: Confeccionando o Personagem Saci.

Como foi realizada:
         A professora trouxe o DVD do Sítio do Pica Amarelo para todos assistirem. Após, listamos os seus personagens, conversando sobre eles, explorando mais as características do Saci, como o fato de ele ter apenas uma perna. Em seguida, propus a turma que confeccionasse o Saci, utilizando material reciclável e outros como papéis, tinta, jornal e canetinhas. O grupo adorou a ideia.

O que a turma aprendeu:
         Com este personagem, exploramos as diferenças existentes entre as pessoas, enfatizando que todos merecem respeito. Durante a confecção do Saci, cada criança escolheu qual material que gostaria de utilizar.


Atividade: Sacola da Leitura com livros de Monteiro Lobato.



Como foi realizada:

         A professora propôs para as crianças que levassem para casa livros, para vivenciarem um momento de contação de história em família, através da Sacola da Leitura. Quando foram pedidas sugestões de histórias, houve ideias para levarem livros sobre os personagens do Sítio, assim, a professora providenciou o livro “Reinações de Narizinho” para que pudesse ser lido e registrado este momento em família. Com o passar do tempo, a Julia Sara trouxe os livros de Monteiro Lobato “Caçadas de Pedrinho” e “Memórias de Emília”.

O que a turma aprendeu:
         Com a Sacola da Leitura com histórias do próprio autor em estudo, eles aprenderam a apreciar um novo tipo de literatura, com poucas ilustrações e até uma maneira própria de descrever os fatos, propiciando a criança e seus familiares o contato com o imaginário. Foram interessantes os relatos dos familiares, onde muitos argumentaram que seus filhos, às vezes, não entendiam e juntos procuravam o significado no dicionário ou que sentiam falta das ilustrações; mas adoraram as aventuras do Pedrinho, Narizinho e principalmente da Emília.









Atividade: Canastrinha da Emília
Como foi realizada:
         A professora trouxe uma história sobre a Emília e a sua canastrinha, que era um baú onde esta personagem guardava com muito carinho tudo que lhe despertava interesse, como coisas da Natureza. Após, perguntei a turma se gostariam de confeccionar uma canastrinha, onde eles iriam guardar seus próprios tesouros, que seriam apresentados na roda de conversa. A turma aceitou, então iniciamos as produções lixando as caixas de leite. Em seguida, perguntei que materiais gostariam de utilizar, alguns sugeriram tinta guache, outros encapar a canastrinha com tecido. Então, organizamos dois grupos e iniciamos as atividades. No segundo momento, as crianças levaram a canastrinha para casa e guardaram seus tesouros, alguns iriam enfeitá-la com adesivos, trazendo na próxima sexta feira para compartilhar com o grupo. 

O que a turma aprendeu:
         Com esta atividade a turma aprendeu a valorizar as pequenas coisas que existem ao seu redor, pois algumas crianças trouxeram para mostrar a turma, pedrinhas coloridas, pulseiras, desenhos feitos para seus pais, miniaturas de brinquedos e outros.
         Durante a confecção aprenderam a explorar o seu imaginário, sendo que cada criança criou a sua canastrinha de maneira diferente.


Culminância do Projeto



Como foi realizada:
A professora, juntamente com as crianças, organizaram cantinhos com as atividades que seriam apresentadas aos familiares. Então, neste dia os convidados assistiram um DVD com as fotos e a filmagem do que foi aprendido e comentado pelas crianças durante o projeto. Em seguida, foi oferecido um lanche aos participantes.
O que a turma aprendeu:
Com esta proposta as crianças vivenciaram mais um momento significativo com a participação dos familiares, compartilhando suas experiências e mostrando-se muito interessadas em se observarem na tela da televisão, através da filmagem dos seus comentários.