quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Projeto: Pequeno Cientista - Parte 3

Conhecendo as características das aranhas



      Primeiramente, observamos em um livro as características dos aracnídeos, como quantas patas possuem, quais aranhas são venenosas ou não, seu habitat, sua alimentação, dentre outras curiosidades.
      Com o auxílio de uma lupa, observamos os detalhes de uma aranha capturada pela mãe do Willian. As crianças observavam atentas a cada detalhe, enquanto comparávamos com os insetos pesquisados. Sabendo que a aranha não é um inseto, o grupo expôs suas opiniões falando: Guilherme: "Ela tem oito patas", Gabriel: "eu vi uma aranha em minha casa e ela fez uma teia", Julia: "Pro, sabia que o pai da Érika deixa telha no quintal e veio uma aranha"? Gabriely: "Ela come insetos e tem oito patas e oito olhos", Luiz Gustavo: "Ela faz teia".
      Todos observaram com curiosidade os detalhes da aranha e logo falaram: “Com a lupa ela fica muito grande”. Após a realização das pesquisas, realizamos uma roda de conversa em que as crianças falavam o que tinham aprendido sobre a aranha, passando um rolo de barbante para um colega, até formarmos uma teia. Após sua formação, colocamos uma aranha de borracha para representar a aranha em seu habitat natural. Essa atividade possibilitou ao grupo conhecer as características das aranhas, bem como respeitar cada ser vivo, independente de ser nocivo ou não.


Conhecendo as características das formigas



      Assistimos a um documentário sobre o fascinante e desconhecido mundo das formigas. As crianças demonstraram bastante interesse no documentário, aprendendo coisas bem interessantes. As formigas vivem em uma sociedade altamente organizada, esses insetos trabalham muito, na divisão social existem as operárias, os machos e a rainha. Cada operária tem sua função: cortadeira, carregadeira, jardineira e soldado, assim que nascem já começam a executar suas tarefas, elas cortam, carregam folhas e transformam em alimentos. A rainha é a única que pode ter filhos e um formigueiro só acaba quando a rainha morre. As formigas nunca dormem, elas quase não enxergam, são completamente surdas e só se comunicam pelo cheiro.
      Após todas essas explicações, as crianças fizeram diversos comentários e questionamentos: Guilherme: "De onde vêm as formigas"? Explicamos que nascem de um ovo, se transformam em larvas e vão crescendo até virar formigas adultas. Gabriely comentou: "As formigas elas tiram um líquido das folhas e fazem um formigueiro e trabalham dia e noite", Bruna: "Elas tem uma rainha que briga e tem chifres, quer dizer, antenas", Guilherme novamente falou: "Elas comem insetos e o urso come elas", Eduardo: "Elas carregam folhas e os ovos".
      Após todas essas explicações saímos a campo para observarmos as formigas coletando seus alimentos com o uso de uma lupa, encontramos formigueiros e formigas cortadeiras em seu trabalho diário. Observamos que essa atividade despertou o interesse do grupo em conhecer mais sobre os insetos, em especial a formiga, toda vez que encontram uma formiga logo capturam para contar as perninhas e as antenas.




Desenhando uma formiga


     
      Para verificar o conhecimento das crianças a respeito do tema, lancei o desafio para o grupo de desenhar uma formiga, conforme tinham observado no documentário. Para isso, disponibilizei pincel e papel, propondo que desenhassem utilizando o dedo molhado na tinta ou usando os pincéis. Ficou bem legal a atividade e a turma toda gostou da experiência de sujar as mãos para fazer um desenho. Com essa atividade pude verificar o que as crianças tinham aprendido sobre as formigas, bem como exercitar a coordenação motora do grupo.

Um comentário:

  1. Muito interessante estas atividades, parabéns!

    ResponderExcluir