quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Resultado do Concurso "Água para Sempre" da Companhia Águas de Joinville

   Para encerrar a participação no Concurso da Águas de Joinville foi elaborado um vídeo com os melhores momentos do projeto.
 
   No dia 01 de outubro saiu o resultado do Concurso e, após todo o desenvolvimento do projeto, a turma do Maternal II das professoras Diana, Sandra, Patrícia, Elisabete e Adriani foram escolhidas para o primeiro lugar na Categoria A conforme segue abaixo:

CAT A:1ª colocado: CEI Castelo Branco
2º colocado: CEI Iraci Schmidlin
3º colocado: CEI Cachinhos de Ouro
CAT B:1º colocado: CEI Paraíso da Criança
2º colocado: CEI Beija-Flor
3º colocado: CEI Cachinhos de Ouro
CAT C:1º colocado: Escola Municipal João Costa
2º colocado: Escola Municipal Eugênio Klug
3º colocado: Escola Municipal Ada Santana
CAT D:1º colocado: Escola Municipal Professora Laura Andrade
2º colocado: Escola Municipal Prefeito Luiz Gomes
3º colocado: Escola Municipal Professor Orestes Guimarães
Os campeões se reapresentarão no dia 19/10 às 16horas no Teatro Juarez Machado.



   Todo o trabalho desenvolvido foi maravilhoso e, o que é mais importante, foram inúmeras as aprendizagens conquistadas pelas crianças. Parabéns a todos os envolvidos, crianças, funcionários e famílias.



quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Culminância e encerramento do projeto

   Para encerrar a postagens do Concurso "Água para Sempre", convidamos o Setor de educação ambiental da Companhia Águas de Joinville para apresentar o teatro de fantoches: “Severino e o Mistério das águas”, que aborda a poluição do rio e o impacto que ela causa no meio ambiente. Após o teatro as representantes da Companhia cantaram e ensinaram a música: “Como pode um peixe vivo viver dentro da água suja (2x) como poderei viver (2x) sem a tua (3x) ajudinha”.
   As crianças assistiram a apresentação com entusiasmo e após cantaram juntamente com a música ensinada pelas palestrantes da Companhia Águas de Joinville.
 
 
   Após o teatro foi realizada uma roda de conversa na qual comentamos com as crianças sobre a poluição dos rios, frisando que precisamos economizar água e não desperdiçá-la. Então, lançamos a proposta de como poderemos economizar água, as crianças falaram algumas ações e em roda de conversa perguntamos quem queria gravar as próprias falas para elaboração do documentário.
   Durante as gravações, percebemos que algumas crianças participaram de todo o processo, mas na hora da filmagem não quiseram participar, demonstrando timidez. Conforme as gravações iam sendo realizadas, mostrávamos para as crianças as filmagens, sendo que até alguns pais comentaram que os filhos estão cobrando em casa ações para a economia de água.
   Percebemos também que com a filmagem, as crianças estão refletindo sobre as suas ações e aprendendo a utilizar corretamente a água.
 
 
 
 Juntamente com o documentário fizemos uma caminhada de conscientização sobre a economia de água, convidamos os pais, funcionários e demais crianças da unidade para pedir o uso consciente da água.
 







 
 
    Em outra ocasião, reunimos os pais da turma do Maternal II para apresentarmos o documentário feito pelas crianças da sala, propondo o consumo consciente da água em casa. Na mesma semana, também lançamos esta proposta para todas as pessoas que frequentam o CEI Castelo Branco. Nesta ocasião apresentamos o documentário produzido com as crianças com as dicas para a economia da água, envolvendo toda a comunidade escolar no projeto.
 




 
   O CEI Castelo Branco está desenvolvendo o projeto institucional: “Cuidando do que é nosso: ideias e ações para a sustentabilidade”, através das diversas vivências realizadas com as crianças do Maternal II, a turma ficou responsável pelo consumo consciente da água, além da implantação da captação da água da chuva na instituição, este processo ainda não está concluído, pois precisa-se de estudos e recursos financeiros para a conclusão do projeto, ao lançarmos esta proposta para as crianças, percebemos que elas já estão percebendo como utilizar a água de forma moderada, pois as respostas que deram sobre a captação foi colocar baldes no momento da chuva e após guardar esta água para lavar a calçada e regar as plantas. Os pais também estão ajudando com sugestões de coleta da água da chuva.
   Podemos perceber que, durante aplicação deste projeto, as crianças aprenderam a origem da água das torneiras, conheceram todo o processo que ela percorre até chegar as nossas casas, aprenderam que a água é um recurso finito e se não a utilizarmos com consciência, logo ela irá faltar, além de perceber que com pequenas ações podemos mudar a realidade e ajudar a preservar os recursos naturais do nosso planeta.
   Nesta roda de conversa podemos perceber as aprendizagens das crianças referentes ao tema água.
 
 

Desfile Cívico e visita a Arena Joinville

   Como a turma do Maternal II conheceu um pouco sobre a história do Joinville Esporte Clube, time da nossa região, resolvemos representar a torcida do JEC no Desfile Cívico da região do bairro Aventureiro.
   As crianças estavam ansiosas pelo desfile, no momento da concentração quando perguntavam para que time torciam, diziam com orgulho que era para o JEC, até mesmo quando o prefeito de Joinville, que veio prestigiar este evento, fez este questionamento, as crianças diziam que era para o JEC, mostrando a bandeira do time.
 
 


   Em vários momentos do Desfile Cívico, as crianças cantaram o refrão do Hino do JEC, emocionando a todos. Em frente ao palanque das autoridades, o refrão do hino do JEC ganhou força, pois as pessoas ali presentes ajudaram a cantar o hino do time da nossa região.
 




 
  No dia seguinte, a turma do Maternal II foi destaque no jornal “A Notícia” por causa da animada torcida do JEC.

 
 
   Após o desfile conseguimos agendar uma visita ao espaço da Arena Joinville. Fomos recebidos pelo presidente da FELEJ Fernando Krelling,  que mostrou toda a estrutura e os projetos de incentivo a prática esportiva, conhecemos também o centro administrativo do Joinville Esporte Clube, onde fomos recepcionados pelo superintendente de futebol Osni Fontan pedindo para nossa turma cantar o hino do JEC.
   Na visita as crianças conheceram as arquibancadas, os vestiários dos times, além de conhecerem as dimensões do campo e brincarem de bola.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

   Esta visita a Arena Joinville também rendeu uma reportagem na edição do jornal “A Notícia” do dia 10 de setembro, além de uma reportagem no site da Prefeitura de Joinville.

 
 
 
    Após o passeio realizamos uma roda de conversa sobre o que a turma havia conhecido e feito na visita a Arena Joinville, as crianças comentaram:
   Gabriel: “Corremos no campo do JEC”.
   Maiane: “Nós vimos a bandeira do JEC”.
   Gabriel: “Nós vimos onde fica o Ivan e os outros jogadores que trocam de roupa (vestiário)”.
   Kezia: “No campo tem água no banheiro, para tomar banho, para tomar água e tem água na piscina”.
   Gabriel: “O campo de futebol é grande, vimos também os troféus do JEC”.
   Kezia: “O tio Fernando (coordenador da Felej) nos abraçou  e bateu foto com a gente”.
   Com estas atividades as crianças perceberam a importância do Desfile Cívico em comemoração a Independência do Brasil, exercitando o civismo pela nossa pátria e conheceram o interior de um estádio de futebol e suas dependências.

 

Conhecendo um pouco sobre a Copa do Mundo através da Copa das Confederações

    Foi realizada uma roda de conversa sobre a Copa das Confederações, explicando que é um campeonato de futebol que antecede a Copa do Mundo e serve como teste para a Copa. Explicamos ainda algumas características deste campeonato e que as crianças poderiam observar no jogo que assistiriam no período vespertino.
   No momento do jogo, as crianças estavam ansiosas, perceberam que o trio de arbitragem é formado por 3 pessoas, sendo um juiz e dois bandeirinhas, identificaram a “Cafusa” nome oficial dado a bola utilizada no campeonato, perceberam a troca de “bandeiras” entre os capitães do time, além da decisão do cara e coroa para escolher o campo e quem iria iniciar o jogo.
   No momento do Hino Nacional todas as crianças ficaram em pé em sinal de respeito, acompanhando os jogadores e as professoras que cantavam o hino, Gabriel, Maiane e Maria Helena cantaram as últimas palavras do hino “Pátria Amada Brasil”.
 
 
   Durante o jogo Gabriel e Maria Helena davam aula sobre futebol, explicando cada lance. A expectativa das crianças era ver o Neymar jogar. Quando houve um penalti contra o Brasil, ficamos na torcida e, quando o goleiro Julio Cezar defendeu, foi aquela vibração, assim como quando o Fred fez o gol.
 



 
   Em outro momento foi realizada uma roda de conversa sobre os times que participam da Copa das Confederações que são no total 8 equipes. Construímos um cartaz informativo, as crianças colaram o símbolo da Copa, os times participantes (times que foram campeões em seus continentes, exceto o Brasil que era o país sede), estádios reformados que irão sediar os jogos e apresentar também o “Fuleco”, mascote da Copa de 2014 e conhecido como Tatu bola.
 











   Através da Copa das Confederações as crianças tiveram oportunidade de saber um pouco mais sobre a Copa do Mundo, vivenciaram a emoção de assistir uma partida da seleção brasileira de futebol, torcendo para o Brasil, além de saber um pouco mais sobre as características deste campeonato.