quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Coleta da água do rio e confecção do filtro natural

   Nas postagens anteriores as crianças descobriram que a água que bebemos vem das chuvas e dos rios, foi proposta então uma visita ao rio perto da nossa unidade, o rio Iririú-Mirim. Chegando no local, a turma percebeu que a água estava suja, além de ter lixo jogado em suas águas, foi sugerido realizar a coleta de uma amostra, a professora utilizou luvas e, com auxílio de uma garrafa cortada ao meio e amarrada em um barbante, a professora coletou uma pequena amostra da água do rio.
 





 
  Quando chegamos na sala, no retorno do passeio, as crianças compararam a água coletada com a da torneira e perceberam que:
   Sophia: “Está suja”.
   Ana Julia Pimentel: “Tem coisa verde dentro”.
   Gabriel: “Tem cheiro ruim”.
   Pollyana: “Tem bichinho que faz doer à barriga”, referindo-se as bactérias que se encontram na água do rio.
 
 
  As crianças perceberam que a água do rio é imprópria para o consumo, comentamos que para a água ficar limpa ela passa por uma estação de tratamento, onde a água é filtrada mecanicamente e quimicamente, para as crianças compreenderem melhor foi proposta a confecção de um filtro natural.
   Primeiro cortamos uma garrafa pet no meio, mostramos os materiais que seriam utilizados, oportunizando a exploração livre pelas crianças. Em seguida, começamos a montagem do filtro, colocamos algodão logo após a tampa, depois a areia fina e a grossa, que foram classificadas pelas crianças, para finalizar a turma colocou pedras médias e grossas, concluindo a construção do filtro natural.
 






 
   Dando continuidade a proposta, misturamos água com terra, transformando em água suja, colocamos a água no filtro e depois de alguns minutos a água começou a escoar pelo filtro, era visível a filtragem, pois a coloração da água era clara, quase transparente, sendo que era possível ver os resíduos que estavam na água em cada etapa do filtro.
   Após fomos nas outras salas mostrar a experiência, Gabriel, Kezya e Maiane comentavam alguns passos da experiência para as crianças das outras turmas.
 




 
  A turma percebeu que a água tem que passar por uma estação de tratamento para tornar-se própria para o consumo, mesmo fazendo o filtro natural a água ainda se encontra imprópria para beber, pois precisa passar por tratamento químico.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário